13 de dezembro de 2010

Porque é Amor




«É ver o tempo correr como um filme poeirento e no entanto não esquecer cada gesto, cada palavra, cada olhar, um entrelaçar de mãos, um roçar de lábios, uma dor profunda no âmago, é um latejar nas têmporas, é um calor intenso, um sol que nos consome com licença... porque é o Amor! »
 

Sem comentários:

Enviar um comentário