29 de maio de 2010

Para ti...

O tempo não tem sido o melhor para a reflexão interior, lucidez que apenas a distância marca o trilho neste caminho sinuoso, comum a todos! Esperança, desejo, conquista, tolerância, partilha... tantos são os adjectivos, metáforas escondidas para surpreender a felicidade. O querer na vontade de realizar tudo o que nos prometemos, fácil a felicidade, um gesto, um olhar, um abraço, uma doce palavra, em suma, dedicação. Sentir que em todos os momentos, bons e maus, procuramos o conforto que faz seguir o nosso caminho.

Abri o mundo, deixei partir tudo o que me pesava para que me cobrises do teu algodão, o mesmo que o imaginário infantil dá às nuvens onde residem os anjos, puros. Nessa nuvem repouso, noite após noite. De dia enalteço e comovo o olhar por quem me completa todos os sonhos e desejos.

Desejo manter a magia que te enfeitiçou, caminhar no que nos prometemos, vencer cada dia no mais nobre sentimento. Bem sei o que nos foi prometido, há tempo para sonhar... o sonho não se desvanesse enquanto houver esperança. Corrigir os erros, aprender com eles e seguir lado-a-lado!... mantenho a esperança viva enquanto estou aqui por ti e para ti!

Vivemos momentos únicos de magia, sempre que me afagas nos teus braços, o olhar que nos toca a pele reage como cúmplices de um amor único. Sempre que partes, mesmo que por breves instantes, fica o vazio cheio de saudade. Falta a outra metade para o coração bater ávidamente! A nossa pele quando se une toca o nirvana que nos transporta ao mundo dos sonhos.

Meu amor, que o nosso amor seja para sempre! Como prometemos algures num sítio cheio de magia. Esta dedicatória não tem as habituais metáforas porque tudo o que sinto por ti é tradução plena do maior sentimento do mundo, o Amor!