27 de outubro de 2009

Adormecer

É sempre noite...
No teu corpo fiz o manto
Repouso do silêncio
Pressa de adormecer
Fuga veloz de dor
Não quero acordar
Coração exalta ferido
Em chaga a sangrar
Angústia que sufoca
Anelo raio de sol
Lança do meu corpo
Luz no acordar
E ver o dia brilhar

30 Julho 2008

Sem comentários:

Enviar um comentário