27 de outubro de 2009

Abraça-me

Abraça-me...
Com a tua pele... toca, cheira.
Quero sentir-te em mim.
Abraça-me agora!
Mesmo que em pensamento...
O tempo urge galopante.
Esperança transborda a vida.
Certezas desconhecidas.
Quero ir... não quero ficar.
Abraça-me...
Sem lamento...
Segura a minha mão, leva-me.
Não falo... sinto-te aqui perto.
Olho um vazio cheio de ti...
Sorrio, encosto o corpo,
Inerte em desejo contido.
Abraça-me muito!
Quero sentir a força...
Ternura, leveza do beijo
Envolto nesse abraço.
Olho-te sempre na recordação,
Prometi-te dentro de mim.
Abraça-me até adormecer.
Leva o sonho de ti em mim...
... mesmo que em pensamento.

26 de Agosto de 2008

Sem comentários:

Enviar um comentário